Pós-operatório odontológico sem complicações: uma realidade possível!

As recomendações que vão fazer com que uma cirurgia odontológica deixe de ser um bicho de sete cabeças.

A gente sabe que a palavra cirurgia já causa um leve arrepio na maioria das pessoas. Quando o assunto é cirurgia odontológica então… aí é que o caos se instala! 

Mas aqui na Clínica Abla a gente sempre se propõe a desmistificar esses tabus com o máximo de informações. Segurança e bem-estar são as palavras de ordem que direcionam os nossos cuidados com os pacientes, em prol de uma saúde bucal de qualidade e a manutenção de um belo sorriso. 

Desde a leitura no blog, passando pela primeira consulta, até o final do tratamento, nosso intuito é tirar todas as dúvidas e inseguranças. Hoje a gente vai explicar em detalhes tudo que é necessário para descomplicar o pós-operatório odontológico! Vamos lá? 

 

Cuidados desde o pré-operatório

Para garantir um pré-operatório tranquilo, é preciso que os processos desde antes da cirurgia contribuam para isso.  Por isso, algumas recomendações devem ser seguidas: 

  • Tomar os medicamentos pré-operatórios conforme a prescrição recebida pelo profissional;
  • Não fazer uso de bebida alcoólica 24 horas antes da cirurgia e durante o tratamento medicamentoso que se segue. Evitar o uso do cigarro durante este período;
  • Manter a medicação de uso contínuo;
  • Se alimentar de forma leve no dia da cirurgia, evitando-se alimentos gordurosos, fritos, laxantes (mamão) ou fermentáveis (leite, queijo, banana);
  • Evitar o uso de maquiagens;
  • Comparecer ao consultório com meia hora de antecedência para os devidos preparos. 
  • Usar roupas confortáveis

O cumprimento desses itens é extremamente importante para a condução de uma cirurgia segura, o que consequentemente colabora para um pós-operatório mais tranquilo. 

 

Mas o que é um pós-operatório? 

É o período de tempo compreendido entre o término da cirurgia e a plena recuperação clínica do paciente. Essa definição é relativa para o ato cirúrgico em si, independentemente da evolução do estado anterior (inicial) da pessoa.

As medidas pós-operatórias têm alguns objetivos, como minimizar o trauma causado pela intervenção operatória, controlar a dor, o edema, prevenir infecção e, principalmente: viabilizar a evolução da ferida cirúrgica e normalizar a função da região operada.

De acordo com pesquisadores, a cirurgia é finalizada com a correta orientação pós-operatória e retirada das suturas. 

 

Perdendo o trauma da palavra trauma

Um trauma é uma perturbação no organismo causada por uma lesão. Por conta disso, qualquer procedimento cirúrgico é traumático, porque danifica estruturas e substâncias do corpo. Isso gera, de maneira natural, processos inflamatórios no pós-operatório.

Esses processos podem se manifestar por meio de desconfortos físicos, dores e edemas (inchaço). Mas a boa notícia é: nada disso é indicativo de uma cirurgia ineficaz. Apenas uma reação espontânea do corpo, que pode ser contornada com medicamentos, acompanhamento no dentista e conduta adequada por parte do paciente no pós-operatório.

 

Importância do fator emocional

É fundamental que o paciente esteja seguro com as explicações fornecidas pelo cirurgião, com a relação médico-paciente e com os medicamentos prescritos. O estado emocional e psicológico conta muito no período pós-operatório e está diretamente ligado ao manejo da dor, estresse e ansiedade. 

 

Orientações para o pós-operatório 

Conforme dito anteriormente, uma cirurgia de sucesso depende de muitos fatores, mas a condução do pós-operatório é determinante. Por isso, há um protocolo a ser seguido com orientações básicas: 

  • Evitar alimentos duros, quentes ou ácidos por no mínimo de 3 dias;
  • Não beber nada quente, ácido ou com gás nos primeiros 3 dias; 
  • Não fumar ou consumir álcool durante a fase de recuperação; 
  • Evitar tomar sol, abaixar a cabeça ou assoar o nariz nos primeiros 5 dias;
  • Não enxaguar (bochechar) a boca vigorosamente durante as primeiras 24 horas;
  • Não mastigar, sob hipótese alguma, na área operada; 
  • Não tomar analgésicos à base de A.A.S. (ácido acetilsalicílico), exceto no caso de medicação de uso contínuo, e seguir com rigor a medicação prescrita; 
  • Repousar absolutamente nas primeiras 48 horas após a cirurgia; 
  • Fazer a higiene bucal cuidadosamente (limpar bem os dentes, a língua e ter cuidado com os pontos é fundamental);
  • Aplicar Perioxidin Gel Bioadesivo ou bochecho com Periogard após a escovação, até a cicatrização completa da área operada;
  • Adequar a dieta para alimentos somente cremosos ou líquidos durante os primeiros 5 dias; 
  • Dar preferência para alimentos frios como por exemplo sorvete nas primeiras duas horas pós cirurgia; 
  •  Colocar gelo por fora da área operada (bochecha/rosto) de duas em duas horas no primeiro dia; 
  • Usar travesseiros extras para dormir recostado e não se deitar do lado operado.

Relação de confiança com o profissional 

Além de estar associada ao bem-estar emocional do paciente, a relação de confiança com o médico é importante para a segurança física, uma vez que cada cirurgia é única e deve ser executada respeitando as características individuais de cada pessoa. 

As orientações em cada etapa do processo, como as discriminadas neste artigo, também são essenciais para a saúde física do operado. Na clínica Abla, o acompanhamento de cada etapa é realizado por dentistas altamente capacitados e com ferramentas tecnológicas. Esse relacionamento que é muito próximo, segue até a fase de cuidados com a saúde bucal em que o paciente conduz sozinho. 

Este artigo te ajudou a entender melhor sobre o pós-operatório e te deu coragem para encarar aquele procedimento difícil, mas necessário? Então entre em contato através do formulário de contato. Vamos adorar recebê-lo!

_______________

Referências: 

Nogueira AS, Vasconcelos BC do E, Frota R, Cardoso ÁB. Orientações pós-operatórias em cirurgia bucal. J Bras Clin Odontol Int – Edição Especial. 2006: 01-06.

Recomendações pré e pós-operatórias da clínica Abla.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não pode ser publicado.