O que é a odontologia preventiva e qual a sua importância para a qualidade de vida

Você prefere perder uma hora por semestre no dentista ou três (ou mais!) horas de dor no consultório só quando aparece um problema? Este artigo vai te convencer de que prevenir é melhor que remediar!

O bordão “prevenir é melhor que remediar” é muito utilizado, mas dificilmente é colocado em prática.  A verdade é que, em muitos momentos, sabemos qual a melhor forma de agir, mas a correria da vida nos encarrega de só “apagar incêndios” e focar a nossa atenção em problemas imediatos.

Ao se tratar da saúde bucal, esta lógica se mantém: o tratamento preventivo é muito menos invasivo que uma intervenção corretiva. Entretanto, alguns fatores – como o trauma associado à experiência de ir ao dentista e a falta de conhecimento sobre a correlação entre os problemas de saúde e a saúde bucal – contribuem para que a ideia de odontologia preventiva ainda não seja tão difundida.

A Clínica Abla preza por uma verdadeira experiência para o paciente em seu atendimento. Oferecemos qualidade, inovação tecnológica e um acolhimento empático em todas as etapas: desde a chegada na clínica, passando pela primeira consulta até o final do tratamento.

Assim, conseguimos contribuir para que o hábito de ir ao dentista esteja associado a um momento de tranquilidade, estreitando os laços entre o médico e paciente.

Para resolver o segundo fator, nossa ideia com este artigo é justamente transmitir informação; de forma que você tenha cada vez mais autonomia para entender como cuidar da saúde bucal de forma simples. Então vem com a gente!

 

O que é odontologia preventiva?

A odontologia preventiva é o conjunto de medidas tomadas para a manutenção do bem-estar do paciente e que garantem a saúde bucal. Algumas medidas são amplamente divulgadas, como escovar os dentes, utilizar flúor e passar fio dental.

Consultar o dentista periodicamente também é uma peça-chave neste processo. É necessário que haja uma limpeza profissional regularmente, que contribui na conservação dos dentes e da cavidade oral. Através de visitas periódicas também é possível detectar problemas não tão óbvios e ser encaminhado para exames que facilitem um diagnóstico.

Em um acompanhamento frequente, é possível solucionar pequenas ocorrências e colaborar para que uma cárie, por exemplo, não evolua para uma perda de dente.

Por isso, este é um dos pilares da clínica Abla: com procedimentos preventivos, conseguimos oferecer o melhor custo/benefício para o paciente.

  

Benefícios da odontologia preventiva

A limpeza profissional só pode ser realizada na clínica e é crucial para garantir determinados cuidados, como a eliminação de tártaros, que retém o biofilme bacteriano ao longo da linha da gengiva.

Além dos benefícios que já sabemos, como a preservação do sorriso, os serviços da odontologia preventiva avaliam fatores que são responsáveis por promoverem qualidade de vida.

Um exemplo disso é a importância do posicionamento correto da arcada dentária: facilita a mastigação, digestão e não gera mau hálito. Em contrapartida, uma arcada dentária com dentes que não fecham adequadamente pode resultar em dores de cabeça, sons de estalo durante a abertura e fechamento da boca e dificuldade na mastigação.

 

Como cuidar do seu sorriso em casa  

Agora que já falamos sobre o que é a odontologia preventiva e qual sua importância, podemos tratar da parte complementar ao serviço de prevenção no dentista: os cuidados em casa. 

Apesar de ser repetitivo, é sempre importante enfatizar a necessidade de escovar os dentes no mínimo duas vezes por dia e, para limpar locais de difícil acesso, passar fio dental pelo menos uma vez ao dia. Como dito anteriormente, o uso de flúor por meio da pasta de dentes é indicado, pois ajuda a prevenir a formação de cárie.

O estilo de vida é outro ponto de extrema importância para ser zelado em casa. Alguns hábitos contribuem diretamente para o bom funcionamento da saúde bucal:

  • Não fumar;
  • Praticar atividade física;
  • Reduzir a ingestão de álcool;
  • Se alimentar com uma dieta baseada em frutas e vegetais e com a diminuição de açúcares.

 

Riscos da não-prevenção e a saúde sistêmica do corpo

A frase “os olhos são a janela da alma” é bem conhecida e através dela podemos fazer uma analogia que facilita a compreensão de saúde bucal: “a boca é a janela da saúde em geral”. Além das doenças que podem existir diretamente na boca, a saúde bucal pode fornecer pistas de distúrbios que estão acontecendo em outra parte do corpo.

Algumas doenças correlacionadas com a saúde bucal são:

 

Cárie

De acordo com a OMS, a maioria das doenças relacionadas à problemas de saúde bucal, como as cáries (que podem evoluir para a queda do dente), são evitáveis e podem ser tratadas em seus estágios iniciais. As cáries surgem quando placas são formadas na superfície do dente, e todos os açúcares contidos em alimentos e bebidas são convertidos em ácidos, que destroem o dente com o passar do tempo. 

 

Doenças periodontais (como gengivite e periodontite)

Estudos científicos comprovam a relação entre infecções periodontais e doenças cardiovasculares, direcionando mais especificamente as evidências à derrames e infartos. Uma das explicações para essa ligação, é baseada nos níveis elevados de marcadores de inflamações sistêmicas, encontrados em pacientes com doenças periodontais. Estes marcadores são tipos precedentes do aparecimento de doenças cardiovasculares. 

 

Diabetes

Segundo a OMS, foram estimadas 1,5 milhões de mortes diretamente relacionadas à diabetes em 2019. Caso os níveis de insulina e do açúcar no sangue estejam descompensados, a pessoa pode apresentar hálito mais forte, boca seca, aumento de cárie e até doença periodontal severa. A periodontite é uma complicação comum dos pacientes com diabetes e requer um cuidado especial.

 

Anemia

Além dos sintomas de fraqueza e fadiga gerados pela anemia, o aspecto da língua também se modifica: as papilas são reduzidas de tamanho ou desparecem e pode ser observada a palidez da mucosa. O tecido que reveste a mucosa é afinado e esta região pode ficar mais sensível.

 

HIV

A infecção por HIV gera manifestações na cavidade oral em até 80% das pessoas. Por conta disso, lesões na boca ajudam a definir o estágio da doença. A candidíase oral é a manifestação mais recorrente, caracterizada pela formação de placas esbranquiçadas destacadas na cavidade oral.

 

Agora é a sua vez!

Conseguiu entender melhor o que é a odontologia preventiva e sua importância para a qualidade de vida? Então agende a sua primeira consulta para dar início a uma vida mais saudável!

Entre em contato através do formulário de contato. Será um prazer atendê-lo!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não pode ser publicado.