Periodontia: entenda a importância da área que cuida da saúde da gengiva

Desmistifique o nome “Periodontia”, que pode parecer complicado, e aprenda os cuidados necessários para um sorriso mais saudável.

É quase que instantâneo associar a saúde bucal à saúde dos dentes. Mas o bom estado do tecido da gengiva e, consequentemente, tudo que é responsável por estruturar os dentes,  também faz parte do processo de manutenção do sorriso e da qualidade de vida do paciente. 

Um hábito que ajuda no objetivo de manter a saúde bucal em dia é priorizar os cuidados periódicos – também conhecidos como profilaxia -,  que colaboram com a ideia do monitoramento preventivo, que é um dos alicerces da nossa filosofia, uma vez que os tratamentos preventivos são menos invasivos, complicados e onerosos

Outro aliado do cuidado preventivo é a informação: ela traz segurança, conforto ao paciente e derruba tabus. Por isso, o espaço hoje aqui no blog é para falar sobre a periodontia, área de grande importância na odontologia, que cuida da saúde da gengiva. 

Mas para esse tema precisamos citar muito mais do que só o cuidado nas consultas periódicas com o dentista, e por isso, preparamos um artigo dedicado ao assunto, para te instruir de uma forma que só a Abla faz.

Para entender melhor quais passos são necessários para manter uma boca saudável, é só continuar com a gente nessa leitura! 

 

Entendendo a periodontia 

Segundo a USP, mais de 80% dos brasileiros têm alguma doença periodontal. As doenças periodontais, também chamadas de doenças de gengiva, são muito comuns e nem sempre dão sinais. 

Os pacientes podem tê-las sem sintomas ou incômodos na boca, e por isso é reforçada a importância de visitas periódicas ao consultório do dentista. A área da periodontia vem justamente para diagnosticar, prevenir e tratar as doenças que acometem os tecidos que sustentam os dentes (as gengivas), assim como os ligamentos e os ossos da boca. 

Apesar de redundante, vale enfatizar que a prevenção é um alicerce dessa especialidade, e  por ser uma condição silenciosa, é necessário que sempre sejam avaliadas as estruturas ao redor do dente para garantir um dente sadio. 

Para entender mais sobre as doenças periodontais, saiba que elas podem ser subdivididas entre médicas e clínicas, e a definição virá logo abaixo. 

 

Periodontia clínica

A periodontia clínica é aquela direcionada para cuidar do tratamento (e preferencialmente prevenção) das doenças periodontais, como gengivite e periodontite

Ambas as doenças são causadas pelo acúmulo de placa bacteriana, que gera uma inflamação. Quando o excesso de placa é nos dentes e atinge as gengivas, a inflamação é denominada gengivite. 

A gengivite pode ser diagnosticada, dentre outras coisas, pela sensibilidade dos tecidos e consequente vermelhidão, podendo chegar ao sangramento. Sendo essa a situação, é possível que a pessoa sinta dor ou perceba o sangramento ao mastigar um alimento ou ao escovar os dentes. 

Como tudo volta para o ponto inicial, do cuidado preventivo, observa-se que a gengivite é comumente consequência de uma higiene bucal ineficaz, que facilita o aumento de placa bacteriana na boca. 

Quando há tártaro na boca (placa bacteriana acumulada e endurecida na superfície do dente), o tratamento é feito com uma raspagem, para que seja feita corretamente a remoção do excesso de placa e ocorra a diminuição da inflamação

Já a periodontite é um estágio avançado da gengivite. No caso da periodontite, a estrutura dos ossos é afetada (o que pode ser identificado através de radiografias) e, ao contrário da gengivite, a doença pode deixar sequelas, como perda óssea ou retrações.

O quadro infeccioso é geralmente caracterizado pelo mau hálito, surgimento de bolsas de pus no tecido, sangramentos, sensibilidade e gengivas retraídas. Nesse caso, o tratamento inclui também uma uma técnica chamada de alisamento radicular, que é feita na raiz dentária para diminuir a inflamação e também para garantir uma melhor cicatrização na região.

É importante esclarecer que a periodontite precisa ser tratada, pois quando isso não acontece, a mesma pode levar a perda do dente. 

 

Periodontia médica 

A periodontia médica atua cuidando das doenças periodontais que estão relacionadas ou são agravadas por conta de condições sistêmicas do corpo (outras doenças), como:

  • Diabetes mellitus;
  • AVC;
  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Doenças que afetam o sistema imunológico;
  • Histórico familiar. 

Todas essas doenças precisam ser controladas em paralelo ao manejo das doenças periodontais para a maior qualidade de vida do paciente, uma vez que estão relacionadas. 

No caso da diabetes, que é a o fator de risco mais correlacionado com as doenças de gengiva, o cuidado bucal faz toda a diferença: estudos relacionam o aparecimento das doenças de gengiva com o aumento da taxa de glicemia, e indicam maior estabilização da taxa glicêmica com a manutenção da saúde bucal e contenção desta doença de gengiva. 

E por fim, para o tratamento, são receitados medicamentos junto dos demais procedimentos para redução da inflamação e limpeza bucal, como por exemplo, o uso de enxaguantes antissépticos. 

 

Você já percebeu que a chave das doenças de gengiva é a prevenção, não é?

É o melhor remédio e ele está ao alcance da sua mão: agende uma consulta agora com os nossos especialistas e marque uma avaliação!  

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não pode ser publicado.